ORAÇÃO UM MEIO DE GRAÇA!

“Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças.” (Filipenses 4.6).

Pergunta 98: “O que é oração? Oração é um oferecimento dos nossos desejos a Deus (Sl 62. 8; Sl 10. 17), por coisas conformes com a sua vontade (I Jo 5. 14; Mt 26.39; Jo 6. 38), em nome de Cristo (Jo 16. 23), com a confissão dos nossos pecados (Dn 9. 4), e um agradecido reconhecimento das suas misericórdias (Fp 4.6).
Pergunta 99: Que regra Deus nos deu para o nosso direcionamento em oração? Toda a Palavra de Deus é útil para nos dirigir em oração (II Tm 3. 16, 17; I Jo 5. 14), mas a regra especial de direcionamento é aquela forma de oração que Cristo ensinou aos seus discípulos, e que geralmente se chama a Oração do Senhor” (Mt 6. 9).” (Breve Catecismo de Westminster – 1643)

Ninguém nega a importância da oração, mas não adianta somente reconhecer que a oração é importante, é necessário orar para deleitar-se deste poderoso meio de graça. O D. Martyn Lloyd-Jones disse: “Não há nada que diga a verdade a nosso respeito como cristãos tanto quanto nossa vida de oração.” O apóstolo Paulo, se referindo a relação Pai (Deus) e filho (os salvos) disse: “Recebestes o espírito de adoção, baseados no qual clamamos: Aba, Pai. O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus” (Rm 8. 15b e 16).
A oração que é ouvida por Deus, não tem por base os desejos ou as necessidades, mas na filiação. Somente o filho pode clamar: Aba, Pai! Este privilégio só tem quem é filho de Deus. É a bênção de ser filho por Cristo Jesus nosso irmão mais velho e Salvador das nossas almas.
Como filhos chegamos diante do Pai celeste com adoração, louvor, petições, requerendo a Sua vontade e intercedendo em favor dos necessitados, mas nunca com exigências, mas com espirito quebrantado e sempre submisso ao querer supremo de Deus.
Toda oração deve ser feita em nome de Jesus Cristo, isto não significa que temos uma procuração, mas que o próprio Jesus, nosso Salvador, é nosso único Sumo Sacerdote, Mediador das nossas orações a Deus.
Nunca deixe de orar! Use constantemente este poderoso meio de Graça.

Rev Otoniel M Garcia